Abstração


Oi gente! :)

A arte abstrata sempre me chamou a atenção. No início, quando lá atrás comecei meus estudos em artes, isso acontecia pelo simples fato de ela ser o que é, não representar a primeira vista a realidade (e confesso, tenho um gosto especial pelo diferente e contraditório, enfim…). Nunca imaginei que iria desenvolver projetos artísticos nesta realidade não-representacional. A vida nos surpreende mesmo e fico por vezes, tentando conectar, tentar identificar o momento onde surgiu esse meu interesse pessoal, onde comecei a construir estas novas ideias e processos, mas ainda não consegui desvendar este mistério.

Para falar e observar a abstração precisamos desapegar de referências e associações. O abstrato é imaginação, fuga da realidade, um novo mundo, invenção, sentido e não sentido. Criar neste entorno é um mergulho no inconsciente e um desafio.

Me colocando no lugar de criadora abstrata, vejo sentimento e emoção. Mas me colocando no lugar do observador, acredito que, uma das principais características ao olhar para uma obra abstrata é a sensação de estranhamento, conflito, absurdo, complexidade e até simplicidade que ela pode nos apresentar. E tudo isso vem seguido das nossas inúmeras e frustrantes tentativas de identificar algo conhecido em poucos segundos na obra. Arte abstrata é um processo. 

Não busque uma resposta definitiva ao observar e analizar uma obra abstrata. Pense nela como um objeto ou coisa, feito por uma outra pessoa assim como você. O que vê alí provavelmente é um resultado, mas o que existe além disso? Talvez possua uma técnica peculiar, um exercício, emoção… O que te transmite? É provocativo? Que cores possui? Qual ou quais são os materiais utilizados? Onde e quando foi criada a obra? 

Buscar cada uma destas respostas te dará mais amplitude para vivenciar este momento, seja numa exposição em um museu ou mesmo passando ali pelos Stories do Instagram. Tentar responder a estas perguntas poderá te aproximar da visão do artista e com isso, entender um pouco mais sobre seu repertório criativo.

Um abraço e até mais!


Leave a comment


Please note, comments must be approved before they are published